CARREIRA E MATERNIDADE

CARREIRA E MATERNIDADE

Como falar da carreira pós-maternidade? Eu acredito que cada mãe tem sua própria experiência, até por que nenhuma relação é igual à outra, nem mesmo a mãe que tem 2 filhos consegue ter o mesmo tipo de relação com seus 2 filhos; quem dirá comparar-se a outra mãe. Ainda assim vou tentar aqui me arriscar a falar um pouco sobre esse assunto, levando em consideração muito mais a minha própria experiência do que qualquer outra coisa.

A carreira pós-maternidade é uma carreira diferente, e não tem como não ser. Existe toda uma adaptação no seu dia-a-dia; e você se dá conta do quão difícil é lidar com a tão famosa “culpa”.

Uma coisa é fato, não é fácil deixar seu filho aos cuidados de um terceiro, seja um parente, escola ou babá. Não estar presente nas conquistas diárias dos seus pequenos é frustrante, mas digo-te que é exatamente pelo fato de eu não poder estar com meus filhos o dia inteiro que passei a acreditar que minhas horas na empresa deveriam ser ainda mais produtivas e principalmente, significativas! Após a maternidade tornou-se essencial para mim os resultados da minha carreira.

Acredito que minha dedicação ao trabalho aumentou exponencialmente após a maternidade; primeiro pelo exposto acima – quero fazer algo com conteúdo e que traga resultados, afinal estou deixando de estar com meus filhos para estar na empresa, então não pode ser por qualquer coisa. Em segundo lugar, me vejo mais comprometida, pois quero me manter empregada (afinal tenho mais boquinhas para alimentar).
No final do dia, a maternidade me ajudou a:

  •  Ser mais comprometida;
  •  Ajudou-me a estabelecer melhor as prioridades no trabalho;
  •  Tornou-me mais objetiva e eficiente; e
  •  Tornou-me uma pessoa mais compreensível.

Outro ponto muito importante é que depois que me tornei mãe nunca mais reclamei do trabalho! Aí você pensa… “Ahhh?!?!”. Digo-te, é verdade! Nunca mais reclamei não por que não existam queixas, problemas no dia-a-dia são super normais, mas nunca mais falei deles dentro de casa. O que é de trabalho permanece no ambiente de trabalho. O motivo, é simples: Não quero que meus filhos me vejam reclamando, pois não quero que eles fiquem com a impressão de que trabalhar é ruim, pois não é, e só esse fato já me tornou um ser humano melhor e mais leve.

Desejo de coração uma boa conciliação carreira-maternidade a todas as mulheres e que se a minha experiência conseguir ajudar uma única mãe que seja, já me sentirei eternamente feliz.

Ivy Bottaro

Ivy Bottaro

Ivy Bottaro

Cursou Técnico em Secretariado, é graduada em Administração de Empresas pela UNIB, fez especialização em Recursos Humanos na FGV e Comunicação e Marketing em Dublin. São mais de 20 anos como Assistente Executiva de multinacionais diversas. Tem uma vasta experiência internacional, trabalhou nos Estados Unidos por 3 anos e na Irlanda por 1 ano. Na vida pessoal, é casada a 10 anos e mãe de um lindo casal!

-->